Realizada oficina para o aprimoramento do beneficiamento do látex em Jamaraquá

Foi realizado no período de 15 a 16 de setembro, a segunda parte da oficina para o aprimoramento e beneficiamento do látex na comunidade de Jamaraquá. Essa atividade foi executada em parceria com a pesquisadora e extensionista do projeto Tecbor, Vanda de Souza. A oficina faz parte do cronograma seguido pelo Instituto de Estudos Integrados Cidadão da Amazônia (Inea), para a execução do projeto de “Apoio ao extrativismo e à produção artesanal do látex da seringueira na Comunidade Jamaraquá”.
Durante o desenvolvimento das atividades, foram abordados os conteúdos referentes à retomada do processo de produção da folha semi artefato (FSA), e a implantação das tecnologias para a fabricação da folha de defumação líquida (FDL). Conforme cronograma da oficina foi feita a demonstração do processo de coagulação do látex, através da utilização do ácido pirolenhoso, para aperfeiçoar a técnica de processamento da matéria prima.
No decorrer da visita, Vanda Sousa falou sobre os temas relacionados à produção da folha semi artefato e a possível implantação da folha de defumada líquida na cultura da comunidade. Na oportunidade a coordenação do Inea conversou com os comunitários, sobre a reestruturação do galpão de fabricação dos artesanatos feitos através da FSA/Tecbor.
A fabricação da FSA e da FDL é de suma importância para o desenvolvimento cultural e econômico dos comunitários de Jamaraquá, pois através desse processo, os mesmos têm de forma garantida trabalho e renda. Essa atividade visa também fortalecer a relação entre extrativistas e natureza, por meio da estabilidade da floresta.

Ascom Inea