A Comunidade / THE COMMUNITY

comunidade

Jamaraquá, nome inspirado no cacto Jamacaru, é uma comunidade Amazônica localizada na porção norte da Floresta Nacional do Tapajós em Belterra (PA), dista apenas 25 km de Belterra e 75 km de Santarém, as cidades mais próximas.

Na comunidade existem 24 núcleos familiares que possuem um estilo de vida regido pelo ritmo das águas do rio Tapajós, ainda conservam uma simbologia arquitetônica ligada aos costumes de viver na região em casas de moradia com rusticidade na construção, na maioria de palhas com parede de madeira, porém com energia elétrica da rede publica.

Evoca-se na comunidade o ecoturismo, a agricultura, pesca e o extrativismo vegetal como base econômica. Destaque expressivo para o manejo adequado da seringueira (Hevea brasiliensis) na produção artesanal de borracha, também coleta de fibras e sementes nativas utilizadas na confecção de artesanato e de biojóias.

Banhada pelo rio Tapajós, no período seco (julho a dezembro) quando o nível da água fica mais baixo, destacam-se as praias de areia branca, quase desertas, cercadas por árvores nativas de frente para a RESEX Tapajós Arapiuns, que está do outro lado do rio.

No período chuvoso (janeiro a junho) é possível conhecer o trabalho dos extrativistas na coleta do látex da seringueira e a produção artesanal de borracha natural.

O visitante, na companhia de guias comunitários, poderá desfrutar de passeio pelo interior da mata (trilha ecológica), passeio de barco pelo igarapé e igapó, e repousar na praia sob a brisa do rio Tapajós.

Destaca-se o igarapé do Jamaraquá de água transparente e gelada que é convidativo para um mergulho e admiração da flora e fauna aquática, depois de uma caminhada pelas Trilhas do Piquiá e Castanheira no interior da mata.

Se desejar acompanhar um festejo religioso, de 26 a 30 de outubro, festeja-se São Benedito, padroeiro da comunidade. Também, pode prestigiar uma festa dançante na primeira semana de agosto em comemoração ao aniversário do time de futebol Progresso.

A culinária local é à base de peixe assado na brasa e galinha caipira, e se desejar repousar, na comunidade existem duas pousadas familiares que oferecem serviços de alimentação.

A pé, de barco ou de bicicleta, a partir de Jamaraquá é possível explorar as comunidades vizinhas- Maguary, São Domingos, Acaratinga, Jaguarari que se destacam, também, pelas belezas naturais.

Surpreso? Saiba que na comunidade de Jamaraquá há ainda uma grandiosa riqueza, seus moradores.

Para descobrir outras caractarísticas de Jamaraquá, escolha um dos caminhos possíveis e conheça  esse reduto de belezas naturais e de diversidade cultural localizado no seio da Amazônia.

 

VILA

Mapa da Vila de Jamaraquá

 

Englische_Sprache

COMMUNITY

The name Jamaraquá is inspired by the cactus Jamacaru. It is a community that is located in the northern portion of the Tapajós National Forest (TNF) in Belterra (PA). The distance to the next cities is quiet short. Jamaraquá lies just 25 km away from Belterra and 75 from Santarém.

The community includes 24 households that have a way of living governed by the rhythm of the Tapajós River. They have an architectural symbolism close to the customs of the region. The people live in rustic dwelling houses with wooden walls and straw roofs. But they are connected to the public electricity network.

Ecotourism, agriculture, fishing and the extraction plant build together the economic base of the community. Particular importance has the correct management of the rubber trees (Hevea brasiliensis) for the artisan production of rubber. Additionally the local residents collect fibers and seeds of native plants making crafts and bio-jewels.

Spending time on the Tapajós River during the dry season (July to December) is a special experience. The lower level of water creates white sandy beaches that are surrounded by native trees. Visitors can enjoy almost deserted beaches and the view to the other side of the river, the Tapajós RESEX Arapiuns.

But also the rainy season has its benefits. It is possible to learn something about the extraction and collection of natural rubber latex as well as the production of handicrafts out of this raw material.

Visitors, accompanied by guides of the community, can explore the interior of the forest (ecological trails), do boat rides on the Igarapé (slow-moving stream) and Igapó (evergreen flooded forest) or just rest on the beach feeling the breeze of the Tapajós River on the skin.

A particular highlight is the Igarapé of Jamaraquá (slow-moving stream). With its clear and cool water, the stream invites visitors to swim or explore the aquatic flora and fauna. But the shore and the surrounding forest with its Piquiá (Caryocar brasiliense) and Castanheira (Castanea sativa, sweet chestnut) trees are also very special.

If visitors want to see a religious festivity, they can witness the celebrations for St. Benedict, the patron of the community, from the 26th to the 30th of October. In the first week of August it is also possible to attend a dance party in honor of the local football team.

The local cuisine bases on fish and grilled chicken. If visitors stay in the community of Jamaraquá, they can try two family-owned hostels that offer local dishes.

Starting in Jamaraquá, tourists are able to explore the beauty of neighboring communities like Maguary, Santa Domingo, Jaguarari by foot, by boat or by bicycle.

Surprised? Come here and find out more about the great wealth of Jamaraquá. Discover the natural beauty, the cultural diversity and the uniqueness of the Amazon rainforest.